Arquivo | abril, 2011

Confraternização Metal Soares, dia do trabalhador

30 abr

No Sábado dia 30 de abril a Metal Soares Metalúrgica fez uma confraternização para funcionários, colaboradores e amigos, onde os proprietários, Romildo e Ronaldo falaram da importância de se valorizar os funcionários de uma empresa e por isso faz questão desta confraternização. Encontro foi na Pesque-Pague( Fone: para reservas – 8801 5387) da Lomba, servindo as convidados um ótimo almoço. Depois do almoço foi sorteado aos funcionários muitos brindes, oferecido pela empresa.

História do dia do trabalhador

No dia 1º de Maio de 1886, 500 mil trabalhadores saíram às ruas de Chicago, nos Estados Unidos, em manifestação pacífica, exigindo a redução da jornada para oito horas de trabalho. A polícia reprimiu a manifestação, dispersando a concentração, depois de ferir e matar dezenas de operários.

Mas os trabalhadores não se deixaram abater, todos achavam que eram demais as horas diárias de trabalho, por isso, no dia 5 de Maio de 1886, quatro dias depois da reivindicação de Chicago, os operários voltaram às ruas e foram novamente reprimidos: 8 líderes presos, 4 trabalhadores executados e 3 condenados a prisão perpétua.

Foi este o resultado desta segunda manifestação.

A luta não parou e a solidariedade internacional pressionou o governo americano a anular o falso julgamento e a elaborar novo júri, em 1888. Os membros que constituíam o júri reconheceram a inocência dos trabalhadores, culparam o Estado americano e ordenaram que soltassem os 3 presos.

Em 1889 o Congresso Operário Internacional, reunido em Paris, decretou o 1º de Maio, como o Dia Internacional dos Trabalhadores, um dia de luto e de luta. E, em 1890, os trabalhadores americanos conquistaram a jornada de trabalho de oito horas.

 

Anúncios

Indignação, pois esqueceram de mencionar “Nova Belluno”

30 abr

Senhores

Penso haver neste logotipo (caso o mesmo seja oficial) um tremendo equívoco ou falta de consideração.

Na lei sancionada pelo sr. Prefeito, consta que o início da colonização, o nome era “Nova Belluno”.

Será que devemos lembrar ao sr. Prefeito?

Porque não mencionar este detalhe? Qual é o temor?

A Assoc. Bellunesi e a Alasi devem se manifestar, pois foi destas duas instituições a iniciativa do projeto de Lei.

Penso que seja afronta.

Ainda há tempo da consideração.

Devemos tomar alguma providência .

Não devemos deixar barato.

Estou tremendamente indignado.

João Lazzaris Neto

lazzarisneto@hotmail.com

Câmara de Vereadores de Siderópolis informa sobre obra da Serrinha

29 abr

Com a obra, motoristas precisam utilizar desvios que ultrapassam 10 Km

Em função das obras de terceira pista do trecho conhecido como Serrinha, na SC-445, em Siderópolis, quem precisa ir ou sair dos municípios de Siderópolis e Treviso tem que utilizar desvios, que aumentam o percurso em, aproximadamente, 10 km.

Segundo o engenheiro da empresa Confer, responsável pela obra, Léo Charles da Luz, a rodovia será trancada integralmente por, pelo menos, mais 30 dias. “Não temos uma previsão exata, mas levaremos ainda de 20 a 30 dias para encerrar esta parte da obra”, ressalta. De acordo com ele, a empresa também vai trabalhar nos finais de semana e somente vai parar nos dias em que o tempo estiver em más condições.

Quanto à possibilidade de abrir pelo menos uma das vias para tráfego, o engenheiro explica que não existe hipótese para isso. “Por uma questão de segurança, não vamos abrir nenhuma das pistas. Seria extremamente perigoso”, conta.

Além de precisar utilizar os longos desvios, os motoristas que vêm a Siderópolis ainda enfrentam outro problema: a poeira intensa. O engenheiro da Confer ressalta, porém, que a empresa não teria como disponibilizar tantos caminhões-pipa para melhorar o trajeto, já que é muito longo. “Quem sabe se tivéssemos um apoio da prefeitura municipal conseguiríamos melhorar isso”, destaca.

Para chegar ou sair de Siderópolis existem dois desvios principais: o que passa pela comunidade de São Geraldo e chega na comunidade de Rio Patrimônio, e o que passa pelas comunidades de Santa Luzia e Alto Rio Maina, saindo na bairro Colonial, em Criciúma.

Vanessa Nórdio

Assessoria de Imprensa da Câmara de Vereadores de Siderópolis

Logo 120 anos

29 abr

LOGOTIPO OFICIAL COMEMORATIVO

AOS 120 ANOS DE COLONIZAÇÃO

DE SIDERÓPOLIS – SC

A imagem que aparece no logotipo é uma fotografia de uma moldura, em alto relevo, fundida em bronze, e que pode ser vista no Monumento ao Imigrante Italiano localizado em frente ao Colégio Dom Orione – Centro – Siderópolis. Esta obra foi produzida em 1966 e é uma criação do renomado escultor gaúcho Vasco Prado.

Nilso Dassi

Licenciado e Bacharel em História – Unesc.

Abril/2011

Monumento ao imigrante sendo colocado em frente ao Colégio Dom Orione

PMDB em reunião com filiados e simpatizantes

29 abr

No dia 15 de abril o PMDB fez uma reunião com membros do diretório, filiados e simpatizantes, onde foi apresentado dois nomes como pré candidatos a prefeitura de Siderópolis pelo partido, sendo eles, Alemão e Valdir Albônico, mas sabe-se também que os nomes de Romildo Soares e Maicom Alessio também estão a disposição do partido como prováveis pré candidatos. Compareceu na reunião o deputado eleito pelo PMDB, Ronaldo Benedet, que fez questão de vir a Siderópolis agradecer o apoio recebido nas últimas eleições, onde disse: “Siderópolis pode contar comigo”. Na oportunidade Alemão e Valdir disseram que seja lá qual for o nome escolhido pelo diretório do partido como candidato, terá o apoio de todos. Nesta reunião o PMDB fez homenagem ao Sr. Antonio Espindola Ramiro e Renaldo de Mattia.

Sexta feira, serrinha interditada

29 abr


Pelo segundo dia consecutivo o acesso à Criciúma pela SC 445, no trecho da serrinha é interditado. Toda melhoria gera transtorno e para segurança dos motoristas a interdição se fez necessária, pois ao retirar o material da encosta, acidentes podem ocorrer. O desvio esta sendo pelas comunidades de São Geraldo e Alto Rio Maina. Previsão para liberação nesta sexta feira será às 17hs.

Siderópolis/Unesc é derrotado pelo Moitas/Ituporanga

28 abr

Mesmo jogando em casa a equipe do Siderópolis/Unesc conhece sua sétima derrota na competição, Siderópolis/Unesc 1 x 5 para a equipe do Moitas.
Uma equipe que tenta de todas as maneiras se encontrar dentro da quadra de jogo e garantir melhores resultados, mas que no decorrer dos jogos isso não vem acontecendo, podemos observar que não falta entusiasmo nos atletas em apresentar um bom futsal, mas a equipe de Siderópolis esta encontrando adversários fortes, onde não vem conseguindo os resultados esperados por sua torcida.
Na quinta feira 23 de junho às 20 h, a equipe terá a oportunidade de começar a escrever uma nova historia, pois enfrenta a equipe de futsal de Rio do Sul, onde o torcedor vai fazer a diferença, apoiando como sempre fez, dando força aos meninos do Siderópolis/Unesc.
Lembramos sempre que hoje esta equipe representa a cidade de Siderópolis, na divisão especial, que é a elite do futsal catarinense, por tamanha é a dificuldade, onde todos os adversários são fortíssimos e buscam sempre a vitoria, igual faz a equipe de Siderópolis.

23 de junho
Siderópolis/UNESC x Rio do Sul
20:00 Gin. XIX de Novembro – Siderópolis

A Radio Sidera Online, vai fazer mais uma jornada esportiva.